15 49.0138 8.38624 1 1 6000 1 http://www.eugutodias.com 300 true 0
parada gay

De Parada Gay a Parada LGBT: breve história da marcha pela igualdade

0 Comentários
Compartilhe por aí

A Parada Gay acontece em junho, mês no qual se comemora as origens do Mês do Orgulho LGBTQ, uma celebração mundial de indivíduos LGBTQ e a história do Movimento LGBTQ.

Mais do que qualquer outro ano, acredito que este seja um dos mais importantes para entender o significado do mês do orgulho.

De acordo com o Grupo Gay da Bahia, em 2018 morreram de morte violenta (incluindo suicídio) 420 LGBTQs; em 2017 haviam sido 445 vítimas e, em 2016, 343. Produzido há 39 anos ininterruptos, o relatório identificou, no ano 2000, 130 mortes; em 2010, haviam sido 260.

“Para mim a parada LGBT foi um divisor de águas, tanto para a minha aceitação pessoal, como uma espécie de conforto, em saber que não estou sozinho nesse mundo”, diz Anderson, um amigo meu. “Há pessoas iguais ou semelhantes a mim. Vou todo ano com o maior orgulho e alegria do mundo”.

E isso não é pouca coisa, especialmente no momento em que vivemos. Se você quer entender mais sobre a Parada LGBTQ, continue lendo.

O que é a Parada Gay ou Parada LGBT?

A Parada Gay, agora chamada Parada LGBT ou Orgulho LGBT, é a celebração anual, geralmente em junho no Brasil e outros países, de identidade lésbica, gay, bissexual e transgênero (LGBT).

O inicialismo também é ocasionalmente apresentado como LGBTQ, com a última letra representando “questionamento” ou “queer”.

parada lgbt

São Paulo – 21ª Parada do Orgulho LGBT (fonte: Rovena Rosa/Agência Brasil)

A Parada Gay comemora o Os distúrbios de Stonewall que começaram na madrugada de 28 de junho de 1969, depois que a polícia invadiu o bar Stonewall Inn, no bairro de Greenwich Village, em Nova York .

A Parada LGBT geralmente envolve uma série de eventos e muitas vezes é limitado por um desfile envolvendo manifestantes e carros alegóricos coloridos da comunidade LGBT e seus apoiadores.

Antes dos tumultos de Stonewall, os indivíduos LGBT geralmente não transmitiam sua orientação ou identidade sexual , mas o evento galvanizou a comunidade gay e provocou um maior ativismo político ( veja o movimento pelos direitos LGBTQ).

Em 1970, no primeiro aniversário dos motins, várias centenas de manifestantes marcharam ao longo de Greenwich Village Christopher Street, que passa pelo Stonewall, no que muitos consideram a primeira Marcha do Orgulho LGBT (embora outras comemorações também foram realizadas naquele ano).

Primeiro simbolo LGBTQ

Em 1978, o que talvez seja o símbolo mais reconhecido da Parada LGBTQ fez sua estréia no evento de San Francisco: a bandeira do arco-íris.

bandeira orgulho lgbt

Bandeira LGBT (fonte: iGay)

A bandeira, com suas oito cores (sexualidade simbolizada pelo rosa quente, vida pelo vermelho, cura pela laranja, o Sol pelo amarelo, natureza pelo verde, arte pelo azul, harmonia pelo índigo (azul escuro) e espírito pelo violeta), foi projetado pelo artista de San Francisco Gilbert Baker e foi adotado em todo o mundo.

No ano seguinte, uma bandeira de seis cores, o qual está em uso comum hoje em dia, apareceu (com vermelho, laranja, amarelo, verde, azul e púrpura / violeta).

A Parada LGBT e suas reivindicações

As primeiras manifestações geralmente aconteciam simplesmente pelo fato dos participantes se orgulharem de estar fora do armário, da liberdade individual e da diversidade da comunidade LGBT.

Mas na década de 1980 – particularmente após a disseminação da AIDS, o ativismo político e social havia se tornado central nos eventos da Parada, e muitos dos manifestantes carregavam cartazes que enfocavam as questões sociais do dia-a-dia.

Com o aumento da aceitação da comunidade LGBT entre a comunidade heterossexual, os políticos que simpatizavam com a opinião da comunidade LGBT e empresas LGBTQ-friendly começaram a participar das marchas.

O número total de pessoas participando – tanto LGBTQs quanto héteros – cresceu rapidamente, e os eventos da Parada LGBTQ foram realizados em muitas partes do globo, incluindo cidades onde às vezes encontravam forte resistência (por exemplo, em Jerusalém , Moscou e Varsóvia ).

parada lgbt sp

Parada LGBT de SP 2018 (fonte: Agência Brasil)

Em cidades como Amsterdã, Chicago, Londres, Cidade do México, Nova York, Paris, São Francisco e São Paulo, os eventos da Parada LGBT costumam atrair centenas de milhares de celebrantes anualmente.

Estima-se que mais de dois milhões de pessoas participaram da Parada LGBT de 2018 em São Paulo.

O orgulho cresce e é celebrado em todo o mundo, é importante lembrar sua origem!

Stonewall foi um ponto de virada na história LGBT por causa do ativismo que inspirou, mas ainda serve como um lembrete da discriminação, violência e brutalidade que as pessoas LGBT enfrentaram há menos de 50 anos.

À medida que continuamos a celebrar a Parada LGBT, celebramos a história LGBT e a necessidade de total igualdade para todas as pessoas. 


Compartilhe por aí
orgulho lgbt
Anterior
Por que o Mês do Orgulho LGBT é importante?
Próximo
LGBTQ: Significados e outras definições de vocabulário
Gustavo

Relaçoes-Públicas, redator, blogueirx, ativista negro e LGBT+.

0 Comentários

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.