Belo Horizonte

AmBHulantes #5 tem Bloco da Bicicletinha e Festival de Papagaios

Além do bloco carnavalesco, que se soma ao ciclo-cortejo, atrações como Babadan Banda de Rua e Clitóris Livre fazem parte da programação

Depois de realizar encontros em quatro regiões de BH, a quinta e última edição de 2019 do AmBHulantes chega com tudo à Pampulha. Desta vez, o ciclo-cortejo sai da Praça Raul Soares, no centro da cidade, e pedala por 10km até a Praça Toscana.

No local, a programação conta com show da Babadan Banda de Rua, som na pista com os DJs Luiz Valente, DANV e Andrea Cópio, um Festival de Papagaios, além de live painting com Museu de Rua, Feira AmBHulantes e Bicirangos.

A partir das 16h20, o carnaval toma conta do Ambhulantes, que abre espaço para a concentração do Bloco da Bicicletinha.

No começo da noite, o bloco segue de volta para a Raul Soares, onde será realizada a segunda concentração, às 21h. E tem mais:  de lá, os foliões pedalam rumo à Fósforo Cenografia para a festa de encerramento com Clitóris Livre.

Mais cedo, perto do meio dia, ao chegar na Lagoa da Pampulha, o cortejo de bicicletas faz uma parada de 15 minutos na beira da lagoa, onde está o mural “Comum apresenta: Hip Hop BH – Muita História”. O próprio artista vai estar presente para falar um pouco sobre a obra.

Na sequência, o público segue para a praça ouvindo a playlist que Comum criou com os artistas que estão representados no mural.

Ambhulntes

Foto: divulgação Ambhulantes

Essa programação cultural extensa marcou todas as edições do AmBHulantes, com grande diversidade de artistas e iniciativas locais ocupando as ruas da cidade.

“As atrações que a gente chamou casaram muito bem com o evento: teve a Favelinha Dance na Serra, a Gaymada no Santa Tereza, o show do Hot e Oreia junto com o Cura – Circuito Urbano de Arte na Lagoinha. A gente tem recebido mensagens de pessoas falando que o evento é muito legal e diferente. Muitos moradores dos bairros que a gente passou pediram para que o evento continue, especialmente nos espaços que não costumam ser ocupados com cultura”, comenta Luiz Valente, idealizador do AmBHulantes.

O AmBHulantes nasce exatamente da vontade de ressignificar a relação com a cidade a partir da cultura, ampliando a noção de pertencimento e criando novos usos para os espaços comuns.

E tem cumprido o seu papel.

“Na última edição de 2019, o desafio é maior porque o encontro vai ocupar uma região ainda mais afastada do centro. É o segundo maior percurso do AmBHulantes até o momento, com 10 km. Vamos fazer o encontro das pipas, um bloco com sopros e a novidade da volta, que é o Bloco da Bicicletinha. Vai ser a primeira vez que o bloco passa pela Pampulha e tem a possibilidade de incluir quem nunca participou. Voltando para o centro, ainda vamos ter uma festa de encerramento na Fósforo”, conta Luiz.

Parcerias

Assim como nas últimas edições, o AmBHulantes vai contar com a parceria da Yellow. Pessoas que não possuem bicicletas e têm vontade de participar do cortejo musical de ida e de volta poderão usar 20 bicicletas da startup sem custo algum.

Yellow Ambhulantes

Foto: divulgação Ambhulantes

Além disso, a Rádio UFMG Educativa – 104,5 FM disponibilizará 2 horas de sua programação para o início do passeio. De 10h ao meio dia, a seleção musical ficará por conta do DJ Bill, que fará um set especialmente pensado para o trajeto. A frequência da rádio será usada para sincronizar as carretas sonoras do evento.

Outra parceria que deve se repetir é a participação de vendedores ambulantes, que fazem uso de bicicletas ou carrinhos de rua e têm a atividade como principal fonte de renda. Desde a sua concepção, o AmBHulantes tem a intenção de reunir esses trabalhadores e chamar a atenção para a importância do trabalho que fazem no contexto urbano.

Banda de rua

Criada em 2017, a banda de rua BABADAN nasceu na incubadora de projetos do Bloco Afro Magia Negra, a partir do desejo de reverenciar os valores da cultura afro, dando ênfase à contribuição do povo negro na construção do Brasil.

A Babadan é composta por quatorze instrumentistas, divididos em naipes de saxofones, trompetes, trombones, tubas e percussionistas. O repertório é predominantemente instrumental, com composições próprias e arranjos autorais de canções de renomados músicos mineiros.

As influências perpassam os ritmos afro mineiros, samba, toques sagrados do Candomblé, afrobeat, afro cubano, jazz, funk, soul, tamborzão, dentre outros.

Babadan

Foto: divulgação Ambhulantes

Clitóris Livre

Para fechar o ano com chave de ouro, o AmBHulantes convidou as DJs da Clitóris Livre para a festa de encerramento, que será realizada na Fósforo a partir das 22h. Idealizada pela Dj Luísa Loes, a Clitóris Livre é uma festa feita por mulheres, para mulheres.

No som, tem um pouco de tudo: funk, muita música brasileira e latina, uma boa dose de hip hop, r&b, soul, afrobeat, dancehall, e por aí vai. Quem chegar para a festa com o Bloco da Bicicletinha terá desconto no ingresso, que será vendido a R$15 antecipado, no site da Sympla, e por R$20 na porta.

 Ambhulantes

Foto: divulgação Ambhulantes

Tecnologia e inovação

O AmBHulantes é um encontro cultural que transporta toda a sua estrutura de bicicleta e convida o público a pedalar por ruas de BH, reimaginando a forma de se relacionar com a cidade. Criado para ser uma experiência itinerante e idealizado pelo produtor cultural Luiz Valente, o AmBHulantes tem como base a interatividade e a construção coletiva.

Módulos inteligentes, personalizados e compactos o suficiente para serem transportados por bicicletas criam a estrutura necessária para o evento. O Auto Sound System, um sistema sonoro autônomo itinerante que gera energia por meio de placas solares e geradores de força motriz a pedaladas, é usado para amplificar o som.

As carretas do Bloco da Bicicletinha se somam ao paredão de som, que também cresce com a ajuda de radinhos de pilha, levados pelos ciclistas e sintonizados na frequência FM transmitida a partir das pick-ups.

Já as Bicirangos são food bikes que aproveitam a força das pedaladas para bater sucos e drinks.

Ambhulantes

Foto: divulgação Ambhulantes

Outra característica do AmBHulantes é que parte da energia é gerada por tecnologias renováveis como painéis solares, baterias e geradores a pedaladas.

“Depois das cinco edições, seguiremos na busca por construir mais sistemas de som e outras tecnologias que ainda faltam pra gente fazer um show com bandas, amplificando guitarra e baixo. A gente já faz um evento completo sobre rodas, mas ainda tem muita coisa que é possível fazer, como a bike cerveja ou uma carretinha só pra geração de energia, com placas solares, pro evento ficar 100% autônomo”, conclui Luiz.

Carnaval

Luiz Valente conta que, daqui pra frente, a intenção é que o AmBHulantes continue movimentando a cidade, mesmo que seja com pequenas iniciativas.

“Enquanto a gente não conseguir recursos como tivemos esse ano com a Lei Municipal de Incentivo à Cultura, vamos manter o encontro com pílulas, levando nosso sistema de som até espaços públicos para fazer happenings. O Auto Sound System e as Bicirangos também estão sempre na rua participando de outros eventos. Terminando o ano, vamos começar a focar no carnaval, que tem uma demanda grande. Queremos melhorar o nosso sistema de som para poder contribuir com blocos pequenos”, afirma.

About author

Articles

Relaçoes-Públicas, redator, blogueirx, ativista negro e LGBT+.
Related posts
Belo HorizonteLifestyle

Yanã apresenta Joana Bentes e banda Ablusadas

Amanhã (12), Joana Bentes faz o aquecimento para o Cold Hot no Yanã, a partir das 20h. A cantora e…
Read more
Belo Horizonte

Agenda Yanã Bar de 10 a 15/12: Diversidade musical no Yanã

Hoje (10), a cantora Josi Lopes convida nomes como Sérgio Pererê e Nath Rodrigues para uma noite…
Read more
Belo Horizonte

Agenda Yanã Bar de 4 a 8/12: Lançamento Coletânea Academia TransLiterária e diversas atrações!

Na programação, lançamento da Coletânea Academia TransLiterária e Roda de Samba Mulheres das…
Read more
Newsletter
Become a Trendsetter
Sign up for Davenport’s Daily Digest and get the best of Davenport, tailored for you.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.