DJ Kingdom media shows ao vivo de Rico Dalasam, Mariana Cavanellas e Rafael Fantini na série Sarará Na Escuta

DJ Kingdom media shows ao vivo de Rico Dalasam, Mariana Cavanellas e Rafael Fantini na série Sarará Na Escuta

Apresentações serão transmitidas nas redes sociais do Sarará e fazem parte da série de conteúdos produzidos pelo festival em meio ao isolamento social recomendado para conter a Covid-19

Rico Dalasam, Mariana Cavanellas e Rafael Fantini são os próximos artistas a realizar pocket shows ao vivo no quadro semanal “Sarará Na Escuta: Música Em Casa”. A edição será mediada pela mineira DJ Kingdom. Toda sexta, a partir das 19h, o festival mineiro apresenta shows intimistas de dois artistas da cena autoral de Belo Horizonte e um músico de destaque nacional, com transmissão ao vivo pelo Instagram. O formato ainda permite a interação do público que pode conversar entre si e fazer comentários sobre as apresentações.

O objetivo é criar momentos de conexão e levar entretenimento para o público do festival. Além, é claro, de continuar produzindo cultura, sempre buscando soluções criativas para o segmento cultural neste momento de quarentena. As primeiras edições do Música em Casa receberam a cantora, arranjadora e compositora Joana Bentes, o músico e compositor Marquim D’Morais; a artista Elisa de Sena e o cantautor Ao Coral; além dos artistas Maíra Baldaia e Maurício Tizumba, com mediação de Kdu dos Anjos.

Vaquinha

Além de ser um momento de distração e uma boa oportunidade para conhecer novos artistas, a ação também pretende contribuir para que a economia da cultura continue girando. Com essa intenção, o Sarará criou uma “vaquinha” online, na plataforma de financiamento coletivo Evoé, para aqueles que puderem contribuir com valores a partir de R$10,00. A cada mês, toda a renda arrecadada será dividida entre os artistas que participaram do quadro no período.

Com o isolamento social, músicos perdem possibilidades de gerar renda, já que não podem se apresentar em shows com público presente. “Nesse momento de crise, é muito importante que artistas consigam manter sua remuneração.  Entendemos essa possibilidade como uma forma de tentar manter a cena local ativa, atuante, com a economia circulando no ecossistema cultural de Belo Horizonte”, aponta Bell Magalhães, idealizadora do Festival Sarará.

Cultura em tempos de pandemia

O que fazer em dias de reclusão? Como não se sentir tão isolado? E ainda: como contribuir com artistas e outros profissionais da indústria criativa neste momento de crise? Foi pensando nestas questões que o Festival Sarará decidiu focar sua energia na produção de conteúdos culturais. Assim, surgiu a série “Sarará Na Escuta”, que conta com três quadros principais: “Música em Casa”, “Pratos e Sons” e “Olhar Pra Dentro”. A programação será compartilhada ao longo da semana, em dias e horários fixos, nas redes sociais do festival.

Além do quadro “Música Em Casa”, o Sarará está desenvolvendo conteúdos de gastronomia, com receitas práticas e bate-papos relacionados ao tema, no quadro “Pratos e Sons”.  A primeira e terceira edições receberam a chef Lua Magalhães, proprietária da Cozinha da Lua, um delivery de comidas veganas. Na segunda, quem marcou presença foi Lucas Narciso, um dos sócios do restaurante Borandá, no Mercado Novo. A intenção é contribuir com pequenos negócios locais em tempos de menos consumo e estabelecimentos fechados.

Já a série “Olhar Pra Dentro” apresenta pílulas de reflexões sobre autoconhecimento, com dicas e exercícios. Quem apresenta o conteúdo é a professora Vicky Fernandes, do Espaço Viva Bem, que oferece terapias e aulas de yoga e está fechado por causa da crise. “Vemos que há outros setores da cultura, além da música, que também precisam ser impulsionados nesses tempos”, observa Bell Magalhães.

Com essa programação, o Sarará pretende contribuir não só para que as pessoas fiquem em casa, mas para que fiquem bem. Além de oferecer conteúdos culturais, a intenção é também incentivar as pessoas a produzirem arte, cozinhando em casa, por exemplo. O festival acredita no papel transformador da arte e tem certeza de que a cultura tem importante papel a cumprir nesse momento de pandemia e isolamento social.

Rico Dalasam

Rico Dalasam é cantor, compositor e protagonista do movimento Queer Rapper no Brasil. O artista ressignifica e abre caminhos em direção aos novos códigos e ao novo tempo. Tempo esse em que permite se desconectar do mundo para se conectar com seu mais genuíno e íntimo estado poético por 70 semanas.

“Nada mais justo do que celebrar estas 70 SEMANAS, assim intitulo esse show após 70 semanas sem lançar música, agora mais perto do que nunca de lançar meu segundo disco, abro os trabalhos dividindo com todos A primogênita Braille, 1o single desse novo tempo. Essa que faz parte do repertório junto com canções de 2015 e 2016 e mais algumas surpresas inéditas que só serão vividas por quem estiver no show”, afirma Rico Dalasam.

Rico Dalasam

Mariana Cavanellas

Depois de dar início à fase solo da sua carreira com o lançamento da faixa “Não Vou Parar”, Mariana Cavanellas, que idealizou bandas como Lamparina e A Primavera e Rosa Neon, continua se reinventando e usando sua sensibilidade única para dar origem a canções que transbordam sentimentos e percepções singulares sobre o mundo. Desta vez, a artista apresenta “Macha”, uma música que fala sobre a constante lida de mulheres com o lado manipulador e frio da masculinidade.

A linguagem autêntica e sensível de Mariana Cavanellas, que ganhou ainda mais delicadeza e intensidade após a maternidade, torna-se mais extraordinária a cada canção. A percepção de mundo ímpar e a poderosa voz da artista nos leva a um universo que transborda misticismo, arte, autenticidade, sentimentos e sede de transformação — elementos essenciais para o cuidado da alma, prática essencial para a evolução do mundo.

Mariana Cavanellas

Rafael Fantini

Rafael Fantini é compositor, cantor, multi-instrumentista e produtor musical. Sua pesquisa vai de sonoridades orgânicas a eletrônicas, como didgeridoo, beat box, voz, cordas e beats.

Atualmente dedica-se à produção musical em seu estúdio, trabalhando com artistas como Kdu dos Anjos, Mariana Cavanellas, Hot & Oreia e seu projeto Radio Exodus.

Rafael Fantini

Festival Sarará

A sétima edição do Festival Sarará será realizada em 29 de agosto de 2020, na Esplanada do Mineirão. Os ingressos estão disponíveis no Sympla. Mais informações sobre o Festival Sarará no site oficial.

Sarará Na Escuta: Música em Casa

Shows: Rico Dalasam, Mariana Cavanellas e Rafael Fantini

Mediação: DJ Kingdom

Data: 10/04

Horário: 19h

Onde: @FestivalSarara

Financiamento coletivo dos shows: https://evoe.cc/sarara-na-escuta

Programação:

SEGUNDA, 12h: Sarará na Escuta: Pratos e Sons

QUARTA, 12h: Sarará na Escuta: Olhar pra Dentro

SEXTA, 19h: Live Sarará na Escuta: Música em Casa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.