Primeiro amor

Já fazem alguns verões, seis pra ser mais exato. Me lembro da primeira vez que nos vimos, erámos apenas adolescentes. Basta apenas fechar meus olhos e começo a lembrar. Você estava lá, duas mesas depois da minha. Um corpo delgado, olhos castanhos escuros e um olhar profundo, lábios grossos e arroxeados. Nada havia me chamado atenção em ti, a não ser o fato de sermos os únicos naquele local. Lembro-me de ficar lhe observando por alguns instantes, até que olhou em minha direção. Nossos olhos se cruzaram, enfeitiçando um ao outro, e soube, naquele momento que dois corpos podem se envolver, sem mesmo se tocarem.
Agora, nada mais importava ali. Ainda encantados, começamos a seduzir um ao outro, dois jovens fascinados. Precisávamos nos encontrar, dizer as primeiras palavras, nos tocar, nos beijar e ter certeza de que seria uma história de amor. E num instante estávamos lá, sozinhos, nos amando, perdidamente apaixonados, eu era seu e você meu.

Se passaram quatro estações. E assim como elas chegam ao fim, uma história de amor também chega.
Compartilhe por aí

Leave A Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.